Given

Given

Estúdio: Lerche
Direção: Yamaguchi Hikaru
Roteiro: Ayana Yuniko
Baseado em um mangá por Kizu Natsuki
Número de episódios: 11
Naquele dia, Ritsuka Uenoyama começou a sentir que tocar violão e jogar basquete, ambos dos quais ele gostava muito, estavam se tornando chatos. Ele então encontra Mafuyu Sato, que está segurando uma guitarra quebrada, e decide consertá-la. No momento em que Uenoyama termina de consertar a guitarra, Mafuyu se apega completamente a ele. No entanto, depois de ouvir Mafuyu cantar, deixa uma profunda impressão nele.

Um BL sobre bandas de rock partindo do ponto de vista de um garoto que se vê obrigado a ensinar um estranho e quieto colega de escola a tocar guitarra, given é um dos meus preferidos desse começo de temporada.

A história usa um “setup” simples, algo meio boy meets boy, mas que funciona muito bem por quão boa a leve atmosfera é (ajudada pelo bom uso de cores mais “claras” e a boa arte) e o quanto os personagens possuem “vozes” distintas próprias e boas dinâmicas no diálogo.

O protagonista Uenoyama Ritsuka é um pouco tsundere e distante, enquanto Satou Mafuyu, seu “par”, quase não fala e parece ser completamente alheio ao resto do mundo. São trejeitos que poderiam dar problema em conjunto, mas que tem uma boa sintonia no anime. Não li o mangá original para saber o quanto isso é de lá, mas ao menos o “ritmo” nos diálogos é bem natural me lembrando dos anime de Bang Dream (ambas séries escritas por Yunico Ayana).

O aspecto romântico também está sendo construído num ritmo mais lento do comum de romances, o que me deixa mais interessado em ver como o relacionamento deles se desenvolverá. É fácil falar só que dois personagens se amam, mas é mais interessante seguir uma trajetória convincente e é isso que Given parece estar tentando fazer. 

A parte musical é convincente também, com um tipo incomum de rock de se ver em anime de música, puxando para algo mais “indie” que um pop. 

Agora o meu interesse é como vão unir esses dois lados, do musical e do romântico, para manter a série nos trilhos, mas o começo foi convincente.