Dumbbell Nan Kilo Moteru?

Dumbbell Nan Kilo Moteru?

Estúdio: Doga Kobo
Direção: Yamazaki Mitsue
Roteiro: Shimo Fumihiko
Baseado em um mangá por  Sandrovich Yabako
Número de episódios: ?
Sakura Hibiki é uma colegial comum com um apetite voraz. Percebendo que suas roupas estão apertando na cintura, ela decide checar uma academia próxima de sua casa. Lá, ela encontra uma garota da sua turma chamada Souryuuin Akemi, que revela ter um fetiche muscular, e tenta convencer Hibiki a se matricular na academia, apesar da alta quantidade de homens bombados. Felizmente, um belo treinador, Machio, aparece e, sem saber, a convence se matricular e começar sua busca por um corpo em forma.

Prevejo que dois tipos de pessoas vão se interessar por esse anime: pessoas interessadas em musculação e pessoas interessadas em ver garotas gemendo sensualmente fazendo exercício. Não se preocupem porque não estou aqui para julgar nenhuma das duas. Mas não há, até então, nenhum outro motivo para gostar de Dumbbell Nan Kilo Moteru. E digo isso como alguém que não gosta do primeiro motivo e não ligo para o segundo.

Dumbbell começa com uma cena clássica no universo das animações japonesas: uma garota com o corpo perfeitamente adequado querendo emagrecer porque sua amiga falou que está gorda. Dessa vez, ao invés de parar de comer e sair correndo até desmaiar de fome como uma personagem de anime, a personagem procura uma solução mais saudável e tenta entrar em uma academia. Mas como ela ainda é uma personagem de anime, entra na academia errada onde o foco é musculação. E como esperado, algum motivo idiota a faz continuar na academia. O motivo idiota aqui é um homem, personagem esse que é também uma piada que a gente adivinha desde o primeiro momento que aparece.

Então Dumbbell é um anime temático sobre músculos. Mas como musculação é um tema muito chato para a maioria das pessoas, adicionaram bundas e peitos e garotas arfando sensualmente enquanto comentam sobre isso, o que é uma desculpa para ser apelativo enquanto sabe que está sendo apelativo. O que eu não tenho nada contra exceto pelo fato que temos a mesma piada sem graça sendo repetida ao menos três vezes no episódio e provavelmente muito mais por vir.

E claro, como é de se esperar de um anime temático, uma das personagens é especialista no tema. O que significa que ela é especialista em músculos, de uma forma um tanto… é, sexual. E apesar de ter experiência em musculação e conseguir levantar peso, ela não tem músculos, mas a gente finge que não sabe porque.

Devo mencionar também que o anime é cheio de piada sobre exibição de músculos e a cultura “macho” como vista pelo Japão (um dos personagens se chama Machio, por favor). Agora, eu sempre odiei essas piadas desde a primeira vez que lembro de encontrá-las em FullMetal Alchemist. Se você gosta, ignore tudo que eu escrevi e vá ler que o anime é um prato cheio. Começando pelo encerramento.